ES terá 10.880 novos casos de câncer este ano

Para marcar os 20 anos de criação do Dia Mundial do Câncer, lembrado sempre em 4 de fevereiro, o Instituto Nacional de Câncer (INCA) divulgou a “Estimativa 2020: Incidência de Câncer no Brasil”. A publicação aponta que 625 mil brasileiros terão algum tipo de tumor este ano.

No Espírito Santo, o relatório destaca que 10.880 pessoas serão diagnosticadas com a doença em 2020. O número é 5,71% menor que o de 2019, quando foram feitos 11.540 registros da doença. A radio-oncologista Anne Karine Kiister Leon, do Instituto de Radioterapia Vitória (IRV), na Serra, atribui essa redução à prevenção. “As pessoas têm feito mais exames que fazem diagnósticos precoces de lesões pré-malignas, o que possibilita tratar ou retirar por meio de cirurgia antes mesmo de virar um câncer”, explica a especialista.

O estudo do INCA extraiu informações dos 27 Registros de Base Populacional existentes no Brasil que integram os dados dos 321 Registros Hospitalares de Câncer. A publicação vale para o triênio 2020-2022. O câncer de pele não melanoma é o que apresenta maior incidência no Espírito Santo. A estimativa é de 2.210 novos casos entre as mulheres e 1.480 entre os homens.

De acordo com o INCA, os tumores mais frequentes entre os homens no Espírito Santo, excluindo os de pele não melanoma, são próstata, pulmão e estômago. Entre as mulheres, o câncer de mama lidera as estimativas, seguido por cólon e reto, e colo do útero.

No Espírito Santo, o INCA estima 1.380 casos novos de câncer de próstata por ano. Entre as mulheres, o instituto calcula que serão feitos anualmente 790 registros de tumor de mama. Um dado que chama a atenção na publicação é o aumento da incidência de câncer de cólon e reto no país, saltando de 36.360 casos no país para 40.990, uma alta de 12,73%. No Espírito Santo, ele ocupa a segunda posição entre as mulheres, com 280 novos casos. Nos homens, este número é de 240.

De acordo com Anne Kiister, este tipo de câncer está relacionado à alimentação. “Há estudos que indicam que o câncer colorretal está ligado a uma alimentação desequilibrada, com alto consumo de conservantes e produtos industrializados, fast food, enlatados. Limitar o consumo de carne vermelha e ingerir mais vegetais e frutas podem ajudar a diminuir o risco da doença”, afirma a especialista.

O Dia Mundial do Câncer, que este ano segue com o slogan “Eu sou e eu vou”, foi criado com o objetivo de disseminar informações sobre prevenção e controle da doença. “É possível prevenir alguns tipos de tumores adotando hábitos como fazer exercícios físicos, ter uma alimentação equilibrada, não fumar, não beber e evitar a exposição solar sem proteção. E fazer exames anuais, como preventivo, PSA e mamografia”, explica Anne Kiister. 

 

Dra Anne Kiister Leon, médica do IRV

compartilhe esse post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email