Sintomas e dicas

Possíveis efeitos colaterais e cuidados necessários

Recomendações


Os efeitos benéficos e os indesejados dependem da sensibilidade do organismo de cada pessoa, da  dose utilizada e da área do corpo que está sendo tratada. É possível que um paciente não sinta qualquer efeito colateral durante o tratamento ou apresente apenas uma reação passageira na pele. O médico vai dar a orientação adequada a cada um.

Muitas manifestações desaparecem rapidamente após o término das sessões.

Veja alguns sintomas e dicas do que fazer para amenizá-los.

  • Cansaço

    Procure adotar sempre uma atitude positiva perante o tratamento. Isso ajuda muito. Para evitar o cansaço, alterne períodos de atividades com repouso.

  • Ressecamento da boca

    • Aumente a ingestão de líquidos durante o dia e beba pequenas quantidades durante as refeições;

    • Acrescente molhos e caldos aos alimentos. O seu médico poderá, ainda, receitar uma fórmula para substituir a saliva.

  • Aftas e inflamação na mucosa da boca

    Evite alimentos muito quentes ou frios. Dê preferência a preparos macios, fáceis de mastigar e de engolir, como purês, sopas, cremes, pudins, gelatinas, mingaus, vitaminas e carnes moídas ou desfiadas;
    • Não coma alimentos ácidos, crus, duros e secos;
    • Faça higiene bucal com frequência (30 minutos após as refeições e a cada quatro horas), usando escova de dentes macia e creme dental não abrasivo;
    • Limpe a prótese dentária após cada refeição;
    • Hidrate os lábios com manteiga de cacau;
    • Beba dois litros de água por dia e faça bochechos com solução de água bicarbonatada.

  • Diarreia

    • Siga regulamente a medicação prescrita;
    • Faça refeições pobres em fibras e aumente a ingestão de líquidos (água, refresco e chás);
    • Evite preparos muito frios ou muito quentes e os considerados laxativos (verduras cruas ou cozidas e frutas como laranja, mamão, abacate e ameixa);
    • Dê preferência a maçã sem casca, goiaba, limão, melão e banana;
    • Não consuma alimentos gordurosos, como leite integral e seus derivados;
    • Reduza o consumo de açúcar refinado e mascavo, além de mel.

  • Prisão de ventre

    • Beba muito líquido durante o dia. Evite os quentes, pois aumentam o trânsito intestinal;
    • Consuma grande quantidade de frutas (mamão, laranja, abacate e ameixa), ingerindo o bagaço sempre que possível;
    • Coma verduras cruas e cozidas;
    • Evite amido de milho (como a maizena), creme de arroz, fubá e farinha de trigo. 

  • Cuidados durante o tratamento

    • Proteja a área de tratamento, inclusive do sol;
    • Use roupas confortáveis;
    • Evite o uso de sabonetes com cheiro forte, de bolsas quentes ou frias e de perfumes;
    • Adote uma alimentação saudável;
    • Beba bastante líquido;
    • Não consuma bebida alcoólica;
    • Avise o médico sobre medicações que usa;
    • Pergunte sobre suas dúvidas durante as revisões semanais.

Radiocirurgia Estereotáxica

É uma técnica indicada para tratar tumores pequenos. Pode ser usada para câncer primário de pulmão e também para a metástase em pulmão, fígado, linfonodos, coluna e outros órgãos. Esse tipo de radioterapia e feito num tempo menor do que a convencional. Equipamentos especiais são utilizados para atingir o alvo com precisão. A técnica é conhecida também por outros nomes: Radioterapia estereotáxica corporal, Radiocirurgia extracraniana, Radioterapia extracraniana e Radioterapia estereotáxica ablativa.